Piratas virtuais: navegando na teia da internet

Piratas virtuais - navegando na teia da internet

Os antigos piratas (aqueles que nos fantasiávamos para o Carnaval e Dia das Bruxas) eram os desbravadores dos 7 mares, que saqueavam navios e cidades em busca de poder e ouro. Estes já foram “extintos” mas surgiram outros: os chamados piratas virtuais. Os piratas virtuais são pessoas que copiam e distribuem por um preço barato, ou gratuitamente, vários tipos de arquivo, como músicas, filmes, softwares, etc. Essas cópias são ilegais e trazem grandes prejuízos financeiros aos fabricantes originais.

Pirataria: vantagens e desvantagens

Várias pessoas, autoridades, sites e blogs afirmam que a pirataria só traz desvantagens, mas, se assim o fosse, por que mais de US$ 58 bilhões de dólares são movimentados com softwares piratas? E a pirataria de músicas, filmes e jogos? É inestimável os ganhos da indústria pirata. Então, pode-se deduzir que produtos piratas são sim vendidos! Ou até mesmo, baixados de forma gratuita. E por que? Quais são os benefícios da pirataria?

A primeira vantagem é o custo. O preço de produtos originais é inacessível para uma grande maioria, que prefere pagar mais barato ou mesmo adquirir de graça seja o que for. A segunda vantagem é o marketing. A pirataria auxilia na divulgação de qualquer produto. Softwares, filmes, músicas, livros, jogos. Ao cair na pirataria, são espalhados por todo o mundo, portanto, as marcas e pessoas detentoras de direitos autorais ganham maior reconhecimento e fama.

Mas, como qualquer coisa na vida, a pirataria tem suas desvantagens. Muitos produtos piratas, possuem qualidade inferior ao original, o desempenho e funcionalidade são diminuídos e estes não entram nos planos de garantia e assistência técnica. No caso de produtos piratas virtuais, a chance de contrair vírus e malwares é grande. Além disso, pirataria é crime e a punição determinada é de até 4 anos de cadeia e multa.

Os principais sites piratas

A título de curiosidade, um dos maiores sites de download pirata (megaupload.com) foi fechado pelo FBI em 2011, acusado de deter mais de US$ 500 milhões de danos em direitos autorais de filmes. Contudo, muitos outros sites ainda estão no ar como:

  • The Pirate Bay
  • Torrentz
  • KickAss Torrents

Os três sites citados acima trabalham por meio do compartilhamento. Algumas pessoas hospedam as cópias que possuem, e outras realizam o download por meio de um programa chamado uTorrent. Existem programas gratuitos, como o software Linux por exemplo, que pode ser compartilhado. Porém, a maioria dos arquivos presentes nestes sites detêm direitos autorais de outrem. E você, leitor? O que você acha sobre a pirataria? É a favor do compartilhamento a favor do conhecimento ou é a favor dos ganhos autorais pelos artistas? Dê a sua opinião nos comentários!

 

Imagens do banco de dados do freeimages.com

Links:

  • http://www.freeimages.com/photo/1389972

Idosos e internet: um ponto de partida

Um ponto de partida para as antigas gerações

Como já foi dito em um dos artigos anteriores “Internet: uma vida num alcance!”, os proveitos que a internet nos proporciona são imensos. Contudo, uma pequena parte da população não soube se adaptar bem às novas tecnologias, e não só ficou para trás em termos de aprendizado, mas se distanciou do mundo, ficando excluída socialmente. E qual é esta parcela de pessoas? Os nossos avôs e avós.

Por que os idosos devem utilizar a internet?

A terceira geração é um público que somente agora, depois de 25 anos do advento da internet, vem ganhando seu espaço. E com justa causa. Para os idosos, os benefícios provenientes da uso da internet são vários, como manutenção da saúde mental, estímulo das comunicações pessoais e diminuição da exclusão social e isolamento.

Além disso, a internet é um mundo de novas possibilidades. Por meio dela, os idosos podem:

  • Manterem-se atualizados, buscando as últimas notícias sobre os acontecimentos ao redor do mundo.
  • Conhecer novas pessoas, e conversar com os já conhecidos e parentes por meio de salas de bate-papo e Skype.
  • Buscar novas receitas culinárias.
  • Jogar jogos virtuais e assistir aos seriados como forma de entretenimento.
  • Inclusive, podem namorar! Afinal, ninguém é velho demais para viver.

Todos estes fatores atuam no desenvolvimento pessoal de cada um deles, aumentando a autoestima e proporcionando bem-estar para os anciões.

Dicas de aprendizado

Apesar das diversas vantagens, um grande e aparente problema é a acessibilidade. Muitos idosos ainda não sabem como utilizar um computador, e se tornam frustrados e desmotivados a continuar tentando. Isso definitivamente não pode acontecer. Aqui vão algumas dicas para ajudar você, vovô ou vovó, ou vocês, filhos e netos, que querem tornar a velhice de seus avós muito mais proveitosa:

  1. Cursos de computação são ótimas alternativas para ajuda-los a desenvolver no ramo virtual.
  2. É essencial não ter medo de cometer erros, e, sempre que tiver alguma dúvida, esclarecê-la. Não fique aprisionado a estereótipos e orgulho.
  3. É possível também que queira aprender por conta própria, e isso é ótimo, desde que não fique nervoso (a). Tente, procure, ache, brinque, mesmo que ocorram erros com a máquina. É só ter calma e paciência.
  4. Criar perfis em redes sociais e contas de e-mail são excelentes maneiras de começar a se enturmar. Além disso, você pode aprender ainda mais sobre informática se comunicando pela internet, pesquisando em blogs e sites como o xek.me. Fica a dica!

Quando o intuito é aprender a todo o custo, dá-se um jeito. E não há nada melhor que a internet para ensinar. Internet, um grande professor (talvez esse devesse ser o título!). Afinal conhecimento sem entretenimento é furada!

 

Imagens do banco de dados do freeimages.com

Links:

  • http://www.freeimages.com/photo/1207153

Internet: uma vida num alcance!

http://www.legendswebdesign.com

Há apenas 25 anos, a população entrou em um novo estado de euforia. Apesar do desenvolvimento gradual, a internet entrou no coração mundial para ficar. No início, era simples. Você ouvia às rádios do mundo todo, lia as notícias de primeira mão, antes mesmo de passarem no jornal da noite, e participava de bate-papos virtuais. O que começou com um pequeno círculo de atividades transformou-se em uma imensa rede de comunicação, a qual nos tornamos totalmente dependentes.

O advento da internet propiciou “cachoeiras” de novas experiências. O que você busca, você acha. São receitas, músicas, filmes, livros e muito mais. É possível aprender novas línguas, conhecer novas pessoas, observar as mais lindas paisagens do fim do mundo. Coisas que você não faria não fosse a internet. Não é à toa que somos conhecidos com a “Era da Informação”.Internet - uma vida num alcance! 1

Antigamente, você só tinha à sua cidade. Para realizar trabalhos de escola, ou pesquisas científicas, deveria ir a Biblioteca Municipal. Como diversão, crianças jogavam amarelinha, bola-de-gude, peão, cinco-marias, etc. Televisão era a febre da época, e famílias se reuniam para assistir às novelas e telejornais. Seu mundo era sua cidade. Hoje, seu mundo é simplesmente todo o mundo.

O conhecimento é raro, pois o aprofundamento se perdeu. As informações são jogadas ao vento da internet. Por exemplo: se pesquisar uma receita, como panettone (Hum! Delícias de Natal), você encontrará milhares. Como saber qual é a melhor? Qual vai dar certo? Qual tem uma origem confiável? Impossível. Isso, para qualquer tipo de informação. A mesma pesquisa tem fontes diferentes, e consequentemente, informações diferentes. É difícil filtrar as relevantes das inúteis.

Mas isso, é apenas um preço mínimo a se pagar. Imagine quantas músicas você deixaria de ouvir, quantos países deixaria de conhecer, quantos livros deixaria de ler. São inimagináveis a quantidade de opções que a internet nos oferece.

Contudo, é preciso moderação. Tudo em excesso traz um mal ao organismo, e o mesmo ocorre com a overdose de internet. As pessoas se privam da “vida real” e deixam para trás as comunicações extra virtuais, como um abraço, aquele sorriso ou um beijo caloroso! A vida é só uma, e devemos aproveitá-la ao máximo.

 

Imagens do banco de dados do freeimages.com

Links:

  • http://www.freeimages.com/photo/1402247
  • http://www.freeimages.com/photo/1290864

Mac x Windows x Linux: qual utilizar?

A internet é uma grande rede, como uma teia de aranha, que amarra todos que se prendem a ela. Atualmente, não conseguimos viver sem sua presença, pois ela conecta a nós, seres humanos, em todos os níveis. Nesse sentido, várias pessoas começam várias discussões, sobre variados assuntos, inclusive a própria informática. Um debate constante entre vários usuários é: qual o melhor sistema operacional?

Sistema Operacional é uma plataforma que utilizamos para utilizar nossos computadores. Ele é responsável por gerenciar todo o sistema, criando uma interface entre o usuário e computador. As mais conhecidas (e polêmicas) são o Mac OS X, Windows e Linux.

Mac x Windows x Linux - qual utilizar

O Mac OS X é um software que permite maior personalização. Em sua área de trabalho, por exemplo, é possível reorganizar as pastas em quaisquer posições, alterar ícones (para que tenham a aparência que o usuário desejar) e até mesmo os nomes dos arquivos, incluindo caracteres especiais como (!*/?>). Para desinstalar programas é só enviá-los a lixeira, e para instalá-los, basta colocá-los em uma pasta denominada “System Folder”. É uma das plataformas mais seguras, oferecendo detalhes de programas e permissões de uso para o usuário. Ademais, foi pioneira na integração, compartilhamento e sincronia: todos seus dispositivos, como iPad, iPhone, iPod e Macbook se integram. Contudo, não é possível utilizar o Mac OS X sem um computador da Apple, e os preços destes (e acessórios como magic mouse e magic trackpad) são caros e pouco acessíveis no Brasil.

O Windows é um dos principais rivais do Mac OS X. No Brasil, é um dos softwares mais populares, pois não é necessário um computador específico para utilizá-lo. Atualmente, é possível comprar uma máquina (como Samsung, Toshiba, Sony, etc.) com o Windows já incluso. Por isso, torna-se mais acessível. É uma plataforma de fácil aprendizado, sendo muito intuitiva. Há uma maior gama de programas e aplicativos para ele do que para os outros. Porém sua segurança é falha, e há milhares de vírus para computadores.

O Linux é um software livre em vários sentidos. Primeiramente, ele é gratuito. É possível instalá-lo em qualquer computador e criar cópias de suas plataformas. Ademais, tem o código-fonte aberto, ou seja, o Linux se torna adaptável aos objetivos do usuário, que pode alterá-lo e modificá-lo.  Ele conta com uma comunidade enorme de programadores ao redor do mundo para corrigir os chamados “bugs” (problemas/ erros), tornando seu desenvolvimento e crescimento cada vez mais rápidos. É também totalmente personalizável. Contudo os programas desenvolvidos para seu uso são muito restritos e a instalação deles complicada.

Ainda tem suas dúvidas sobre qual é o melhor para utilizar? Cada pessoa tem seus objetivos e suas limitações, portanto, escolha conscientemente. Pesquise bastante. E não deixe de conferir o nosso último artigo, no qual abordamos também este assunto, porém de uma forma mais criativa!

 

Imagens do banco de dados do freeimages.com

Links:

  • http://www.freeimages.com/photo/42512

Teclas de Atalho do Windows 8 – Mapa

Fiz um mapa em um imagem para teclas de atalho do Windows 8…

Pois é, achei horrível a nova interface e nunca imaginei que diria isso, mas: que saudade do Windows XP! O Windows 7 já me irritava com suas mudanças escondendo quase tudo. A impressão que me dá é que o Windows 8 terminou o que o Seven começou… Escondeu o resto!

tecla start do windowsPara me ajudar, montei um “mapinha” com atalhos a partir da tecla WIN (aquela tecla com o logotipo “Windows” que costuma ficar entre a tecla Alt e a tecla Fn, à esquerda da barra de espaço). A Tecla Windows, também conhecida como tecla START (por levar a tela inicial) ou ainda como WinKey, é mencionada pela Microsoft como “tecla do logotipo Windows”. Mas este nome é muito grande, então chamaremos ela de tecla START ou de tecla WIN. Mas, voltando ao assunto: com a tecla WIN posso fazer quase tudo de forma rápida… Principalmente para alternar entre desktop e área de aplicativos. A tecla WIN, por exemplo, permite, em conjunto com as teclas 1, 2, 3, etc. chamar os programas que estão na barra de tarefas (primeiro programa, segundo programa, etc.).

barra de tarefas

Eu, na minha máquina, tenho o Internet Explorer como primeiro programa na barra de tarefas, o Explorador de Arquivos como segundo, o terceiro é a Galeria de Fotos e o Movie Maker está na quarta posição. Se eu pressionar a tecla WIN com a tecla 4, irei abrir o Movie Maker. Observação: pressionando a tecla WIN sozinha, ele chama os aplicativos da tela inicial (INICIAR)… Isto é muito útil para mim!

Uso essa imagem com os atalhos como tela de fundo do meu desktop… Eis o mapa de atalhos:

atalhos windows 8Uso essa imagem com os atalhos como tela de fundo do meu desktop…

 A tecla WIN + i, outro exemplo que é muito útil, abre as configurações (Painel de Controle, Personalização, Informações do PC, etc.). Já a combinação de WIN mais alguma das setas de navegação (esquerda, direita, etc.) permite alterar a janela atual. Se a janela estiver maximizada, WIN + tecla para baixo irá fazer com que ela mude de tamanho para o tamanho normal. Se ela já estiver no tamanho normal, será minimizada. WIN + tecla para cima, numa janela de tamanho normal, a maximizará. Em combinação com teclas esquerda e direita, ela preencherá metade da tela da esquerda ou da direita, respectivamente, algo muito útil quando tenho duas janelas que devem ficar lado a lado.

Bom… Se quiser fazer o mesmo que eu, deixar esta imagem como tela de fundo do seu desktop (até decorar os atalhos) faça assim:

1) Salve a imagem Dicas Windows 8 – Tecla START: com o cursor sobre a minha imagem com os atalhos, pressione o botão direito do mouse e escolha a opção salvar imagem como (no Internet Explorer, no Chrome ou em outro navegador) escolhendo alguma pasta de seu computador (lembre onde está salvando);

2) Depois, com o cursor sobre alguma parte sem ícones de seu desktop (área de trabalho), selecione a opção Personalizar (ou, se preferir a utilizar os novos atalhos, use WIN + i e escolha a opção Personalização):

Clipboard01

3) Clique com o mouse em Tela de Fundo da Área de Trabalho:

Clipboard02

 4) Clique no botão Procurar…

Clipboard03

5) Procure a pasta onde você salvou a minha imagem de atalhos e clique em OK:

Clipboard04

6)  Uma janela com todas as imagens contidas na pasta irá surgir, procure e clique na minha imagem salva anteriormente, selecione a opção Centro (em Posição da imagem) e depois clique no botão Salvar alterações:

Clipboard06

Se tudo der certo, você terá na tela de fundo um mapa com os atalhos que eu criei. Bom trabalho!

Clipboard07

 

“Draw My Life” no Youtube – Como Fazer em Casa?

draw my lifeUma das últimas “modas” da Internet, desta vez no Youtube, é fazer a narração de sua vida enquanto desenha ela, o Draw My Life. O vídeo é mostrado de forma acelerada, porque não costumamos desenhar tão rápido quanto falamos. Existem ótimos “Draw My Life” no youtube, e eu acabei de colocar o meu próprio.

Eis a minha contribuição para a causa:

http://www.youtube.com/watch?v=X5Q4jdzlODQ

 Para a edição do vídeo, quase todos os editores permitem aceleração, o truque é fazer os desenhos, gravar e depois narrar sobre a apresentação acelerada…

No Windows Movie Maker, editor de vídeos que vem com o Windows, basta arrastar sua gravação em vídeo para a linha do tempo e, para acelerá-la, vá no menu Ferramentas e selecione Ferramentas de vídeo. Procure o efeito Aumentar de velocidade, dobro. Cada vez que você arrastar esse efeito para cima o seu vídeo na linha do tempo, a duração total o vídeo cai pela metade, ou seja: se colocar apenas uma vez, o video ficará 2 vezes mais rápido, uma segunda vez, quatro, na terceira 8 e assim por diante… Geralmente entre 4 ou 8 vezes mais rápido é suficiente.

Depois isso, narre seu vídeo clicando no ícone do microfone (narrar linha do tempo):

Windows Movie Maker

Agora vá narrando sua vida…

Observação: se gostaram da ideia e do meu vídeo, aproveitem para se inscreverem no meu canal: http://www.youtube.com/victorsantanna