Vírus e malwares: doenças do seu computador

Com o advento da internet, popularizou-se um mal muito conhecido dos pczistas (adoradores de PC – ou computadores), chamado vírus. Apesar de muitas pessoas já terem passado por situações desconfortáveis envolvendo estes “camaradas”, a maioria não sabe o que realmente são e o que fazer a respeito deles.

Vírus e malwares - doenças do seu computador (2)

Vírus são quaisquer programas com o intuito de modificar de forma maligna os softwares dos computadores. Assim como os vírus biológicos, estes se multiplicam facilmente. Outro termo comumente utilizado nos dias de hoje é malware. Malware é uma categoria que qualifica todos os softwares indesejados que são instalados, quer o usuário queira, quer não. Nessa categoria, estão incluídos os vírus, cavalos de Tróia e worms (vermes, em inglês).

Os principais tipos de vírus e malwares

Os mais conhecidos vírus do mundo digital são:

  • Jerusalém: mais conhecido como sexta-feira 13, ou seja, amaldiçoado, o vírus Jerusalém veio à tona em 1987. Não era à toa que era conhecido por este nome, afinal, era nesta data que estava programado para infectar os arquivos .exe e outros, trazendo danos aos sistemas operacionais.
  • Melissa: um vírus voltado ao editor de textos Word, da Microsoft, que foi originado em 1999. Como ele funcionava? Enviava e-mails infectados para os primeiros 50 contatos do usuário.

Os famosos worms dos computadores são:

  • ILOVEYOU: um vírus totalmente romântico, ILOVEYOU (tradução para EUTEAMO), surgiu em 2000, e, transmitido via e-mail, copiava-se indefinidamente pelos computadores e sobrescrevia arquivos.
  • Code Red: em 2001, o Código Vermelho foi criado, tornando os SO (sistemas operacionais) lentos, e até mesmo inutilizáveis. Seus principais alvos eram o Windows 2000 e o Windows NT.

Como evitar “contrair” estas pragas

São várias as medidas a serem tomadas:

  • Habilite a seção “atualização automática” do seu computador, para que o seu software busque atualizações de segurança cada vez mais recentes.
  • Mantenha o firewall ativado.
  • Não entre em sites suspeitos.
  • Não abra SPAM.
  • Tenha um bom antivírus, e mantenha-o atualizado.
  • Não clique em e-mail de contatos desconhecidos.
  • Se você é um frequentador assíduo de sites de bate-papo, não forneça seus dados e informações pessoais para estranhos.

Vírus e malwares - doenças do seu computador

Antivírus gratuitos e pagos

Em função da existência de centenas de milhares de malwares, vários antivírus foram desenvolvidos, para lidar com estas ameaças. Alguns são gratuitos, e outros, pagos. Os mais conhecidos são:

  • AVG, Avast, Avira e BitDefender: possuem versões gratuitas e pagas (que são mais completas).
  • Microsoft Security Essentials: gratuito para usuários dos sistemas operacionais da Microsoft, Windows.
  • Norton, Panda, Kaspersky, NOD32, McAfee e F-Secure: são antivírus que possuem versões de testes, contudo, não são gratuitas.

O que fazer caso o computador já esteja infectado?

Geralmente, os malwares são indicados pelos antivírus quando já estão destruindo o computador. Mas, para a salvação da pátria, há várias medidas a serem tomadas para conter estas ameaças.

  • Restauração do Sistema Windows: por meio desse aplicativo, é possível retornar a um estado antigo do computador, no qual os vírus ainda não existiam. Contudo, alguns malwares conseguem desativar esta ação ou mesmo se infiltrar, ou seja, mesmo que você consiga “voltar no tempo”, o vírus ainda estará presente.
  • Inicialização de programas: softwares maliciosas costumam iniciar um arquivo próprio juntamente com o computador, automaticamente, sem que o usuário perceba. Você pode tentar desabilitar esta ação por meio do gerenciador de tarefas (Crtl+Alt+Del), na aba “Inicializar”.
  • Análise completa do PC: este processo pode ser realizado através do antivírus instalado no seu computador, que irá escanear todo o sistema em busca de vírus. Ao final da etapa, que pode demorar horas, um histórico será apresentado, e você poderá escolher o que fazer com os vírus presentes no seu PC.
  • Modo de segurança do Windows: algumas vezes, não é possível excluir os vírus escaneados pelo antivírus, pois estão sendo executados pelo próprio Windows. Ao iniciar o computador pelo modo de segurança, você executa apenas as atividades essenciais para que o computador funcione corretamente, tornando possível a exclusão dos “danados”.

Nenhuma das medidas anteriores funcionaram? Formate o seu computador! Mas tome cuidado ao transferir os seus dados para alguma fonte externa de “backup” pois os malwares podem ser enviados juntos. Por isso, procure um profissional qualificado.

Imagens do banco de dados do freeimages.com

Links:

  • http://www.freeimages.com/photo/861269
  • http://www.freeimages.com/photo/683917

Habilitando Macros no Excel 2010

Para habilitar macros na versão EXCEL 2010, faça isso:

1)Na aba Arquivo, procure por opções, irá abrir uma janela como esta:

excel

2)Selecione a opção Central de Confiabilidade (à esquerda) e clique no botão Configurações da Central de Confiabilidade, abrirá outra janela:

opções macros

3)Selecione a opção Configurações de Macro (à esquerda) e marque a opção Habilitar todas as macros

Agora os programas com macros já podem ser abertos pelo EXCEL!

LINKS para jogos de macros em VBA para o EXCEL:

http://www.tudosobrexcel.com/jogos_avancados/

http://pcworld.uol.com.br/downloads/2008/07/23/dez-games-classicos-todos-gratuitos-para-baixar-e-jogar-no-excel/

http://www.joguinhosantigos.com/2008/07/joguinhos-para-excel.html

 

No FACEBOOK nada se cria, tudo se copia!

   Na verdade, esta frase já foi um dia, “Na natureza nada se cria, nada se perde, tudo se transforma” (de Lovoisier – 1743-1794), mas acabou virando, há anos: “Na TV nada se cria, tudo se copia”, depois passou a ser “na Internet nada se cria, tudo se copia!” e agora chegou a vez do Facebook… Já que copiamos (“compartilhamos” é o termo oficial) tudo, devemos ter mais cuidado, não é?

Cuidado com o que copia, ora pois!

   Mas o pessoal que lê meus posts sabe do boato do facebook sobre privacidade…

   Está circulando um boato que se colarmos uma certa mensagem em nosso perfil (“O Facebook agora é uma entidade de capital aberto”, blá-blá-blá), o Facebook, os EUA, a CIA, o FBI ou seja lá quem for não poderá usar nossos dados/postagens…

Nossa, as pessoas acreditam em qualquer coisa… Não passe por bobo! Estude (vá ao Google) o assunto antes de fazer essas coisas, essa notícia é é apenas um tipo de “vírus” (“vírus social”)!

Links sobre o boato:

http://www.gizmodo.com.br/no-facebook-aviso-de-privacidade-e-mais-um-viral-enganoso/

http://wp.clicrbs.com.br/impressaodigital/2012/09/10/cuidado-com-os-boatos-no-facebook/?topo=98,2,18,,,77

http://www.estimulanet.com/2012/09/mentira-politica-privacidade-perfil-facebook.html

http://www.ebc.com.br/tecnologia/2012/09/boato-no-facebook-estimula-usuarios-a-compartilharem-aviso-de-privacidade

Cuidado com as fraudes pela Internet: SCAM

cadeado

cuidado!

Atenção! Alerta! Como relatado em http://hypescience.com/roubar-senha-banco-internet/… Todo cuidado é pouco: mesmo para aqueles que usam antivírus e programas para proteção do computador podem cair no caso de sites falsos! Com pequenas diferenças de digitação em relação ao site original, ao invés de SANTANDER EMPRESARIAL, o site falso vai se chamar, por exemplo, SANTADER EMPRESARIAL (sem um N) e isso é difícil de detectarmos quando estamos digitando. Fiquem alertas!

Normalmente esse tipo de situação é provocado através de falsos e-mails, um link falso é colocado em um e-mail e te leva ao site fraudulento, mas, como foi visto, digitação errada também pode fazer com que entremos numa fria…

Uma colega, professora da faculdade, há um par de anos atrás estava na praia, em uma lan house e quando digitou o nome do banco para verificar seu saldo, foi convidada a digitar todos os 50 códigos de seu cartão de segurança (fornecido pelo banco). Ela, felizmente, ficou desconfiada e saiu imediatamente da falsa página. Teria sido um site falso ou um programa instalado no computador em que estava? Difícil descobrir agora, mas fiquem alertas para toda e qualquer tentativa de fraudes pela Internet!

E, é claro, denunciem imediatamente! A Polícia Federal poderá ser acionada por meio de um endereço eletrônico criado especificamente para este fim: crime.internet@dpf.gov.br

Links úteis:

http://cartilha.cert.br/fraudes/