Vírus e malwares: doenças do seu computador

Com o advento da internet, popularizou-se um mal muito conhecido dos pczistas (adoradores de PC – ou computadores), chamado vírus. Apesar de muitas pessoas já terem passado por situações desconfortáveis envolvendo estes “camaradas”, a maioria não sabe o que realmente são e o que fazer a respeito deles.

Vírus e malwares - doenças do seu computador (2)

Vírus são quaisquer programas com o intuito de modificar de forma maligna os softwares dos computadores. Assim como os vírus biológicos, estes se multiplicam facilmente. Outro termo comumente utilizado nos dias de hoje é malware. Malware é uma categoria que qualifica todos os softwares indesejados que são instalados, quer o usuário queira, quer não. Nessa categoria, estão incluídos os vírus, cavalos de Tróia e worms (vermes, em inglês).

Os principais tipos de vírus e malwares

Os mais conhecidos vírus do mundo digital são:

  • Jerusalém: mais conhecido como sexta-feira 13, ou seja, amaldiçoado, o vírus Jerusalém veio à tona em 1987. Não era à toa que era conhecido por este nome, afinal, era nesta data que estava programado para infectar os arquivos .exe e outros, trazendo danos aos sistemas operacionais.
  • Melissa: um vírus voltado ao editor de textos Word, da Microsoft, que foi originado em 1999. Como ele funcionava? Enviava e-mails infectados para os primeiros 50 contatos do usuário.

Os famosos worms dos computadores são:

  • ILOVEYOU: um vírus totalmente romântico, ILOVEYOU (tradução para EUTEAMO), surgiu em 2000, e, transmitido via e-mail, copiava-se indefinidamente pelos computadores e sobrescrevia arquivos.
  • Code Red: em 2001, o Código Vermelho foi criado, tornando os SO (sistemas operacionais) lentos, e até mesmo inutilizáveis. Seus principais alvos eram o Windows 2000 e o Windows NT.

Como evitar “contrair” estas pragas

São várias as medidas a serem tomadas:

  • Habilite a seção “atualização automática” do seu computador, para que o seu software busque atualizações de segurança cada vez mais recentes.
  • Mantenha o firewall ativado.
  • Não entre em sites suspeitos.
  • Não abra SPAM.
  • Tenha um bom antivírus, e mantenha-o atualizado.
  • Não clique em e-mail de contatos desconhecidos.
  • Se você é um frequentador assíduo de sites de bate-papo, não forneça seus dados e informações pessoais para estranhos.

Vírus e malwares - doenças do seu computador

Antivírus gratuitos e pagos

Em função da existência de centenas de milhares de malwares, vários antivírus foram desenvolvidos, para lidar com estas ameaças. Alguns são gratuitos, e outros, pagos. Os mais conhecidos são:

  • AVG, Avast, Avira e BitDefender: possuem versões gratuitas e pagas (que são mais completas).
  • Microsoft Security Essentials: gratuito para usuários dos sistemas operacionais da Microsoft, Windows.
  • Norton, Panda, Kaspersky, NOD32, McAfee e F-Secure: são antivírus que possuem versões de testes, contudo, não são gratuitas.

O que fazer caso o computador já esteja infectado?

Geralmente, os malwares são indicados pelos antivírus quando já estão destruindo o computador. Mas, para a salvação da pátria, há várias medidas a serem tomadas para conter estas ameaças.

  • Restauração do Sistema Windows: por meio desse aplicativo, é possível retornar a um estado antigo do computador, no qual os vírus ainda não existiam. Contudo, alguns malwares conseguem desativar esta ação ou mesmo se infiltrar, ou seja, mesmo que você consiga “voltar no tempo”, o vírus ainda estará presente.
  • Inicialização de programas: softwares maliciosas costumam iniciar um arquivo próprio juntamente com o computador, automaticamente, sem que o usuário perceba. Você pode tentar desabilitar esta ação por meio do gerenciador de tarefas (Crtl+Alt+Del), na aba “Inicializar”.
  • Análise completa do PC: este processo pode ser realizado através do antivírus instalado no seu computador, que irá escanear todo o sistema em busca de vírus. Ao final da etapa, que pode demorar horas, um histórico será apresentado, e você poderá escolher o que fazer com os vírus presentes no seu PC.
  • Modo de segurança do Windows: algumas vezes, não é possível excluir os vírus escaneados pelo antivírus, pois estão sendo executados pelo próprio Windows. Ao iniciar o computador pelo modo de segurança, você executa apenas as atividades essenciais para que o computador funcione corretamente, tornando possível a exclusão dos “danados”.

Nenhuma das medidas anteriores funcionaram? Formate o seu computador! Mas tome cuidado ao transferir os seus dados para alguma fonte externa de “backup” pois os malwares podem ser enviados juntos. Por isso, procure um profissional qualificado.

Imagens do banco de dados do freeimages.com

Links:

  • http://www.freeimages.com/photo/861269
  • http://www.freeimages.com/photo/683917
This entry was posted in segurança and tagged , , , , , , , by Lorena Bastos. Bookmark the permalink.

About Lorena Bastos

Aos 20 anos de idade, pedi demissão do meu emprego sem candidatar-me no próximo. Com uma fé cega no meu futuro, arranquei do meu coração e trouxe para minhas mãos o sonho de ser escritora. O fato é que nada te prepara para ser uma escritora profissional. Quando lutamos pra sobreviver na selva que é a cidade, às vezes perdemos nosso rumo devido as necessidades financeiras e físicas as quais somos submetidos. O interior sofre e o exterior torna-se uma máscara impenetrável, disfarçando os sentimentos até de nós mesmos. Contudo, se persistimos em trazer à tona nossos maiores desejos, nosso corpo e alma se fortalecem, e o que não passava de um presente inquieto, torna-se um futuro próspero. E é assim que vou seguir minha vida: correndo cada dia mais para alcançar meu sucesso.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *