Piratas virtuais: navegando na teia da internet

Piratas virtuais - navegando na teia da internet

Os antigos piratas (aqueles que nos fantasiávamos para o Carnaval e Dia das Bruxas) eram os desbravadores dos 7 mares, que saqueavam navios e cidades em busca de poder e ouro. Estes já foram “extintos” mas surgiram outros: os chamados piratas virtuais. Os piratas virtuais são pessoas que copiam e distribuem por um preço barato, ou gratuitamente, vários tipos de arquivo, como músicas, filmes, softwares, etc. Essas cópias são ilegais e trazem grandes prejuízos financeiros aos fabricantes originais.

Pirataria: vantagens e desvantagens

Várias pessoas, autoridades, sites e blogs afirmam que a pirataria só traz desvantagens, mas, se assim o fosse, por que mais de US$ 58 bilhões de dólares são movimentados com softwares piratas? E a pirataria de músicas, filmes e jogos? É inestimável os ganhos da indústria pirata. Então, pode-se deduzir que produtos piratas são sim vendidos! Ou até mesmo, baixados de forma gratuita. E por que? Quais são os benefícios da pirataria?

A primeira vantagem é o custo. O preço de produtos originais é inacessível para uma grande maioria, que prefere pagar mais barato ou mesmo adquirir de graça seja o que for. A segunda vantagem é o marketing. A pirataria auxilia na divulgação de qualquer produto. Softwares, filmes, músicas, livros, jogos. Ao cair na pirataria, são espalhados por todo o mundo, portanto, as marcas e pessoas detentoras de direitos autorais ganham maior reconhecimento e fama.

Mas, como qualquer coisa na vida, a pirataria tem suas desvantagens. Muitos produtos piratas, possuem qualidade inferior ao original, o desempenho e funcionalidade são diminuídos e estes não entram nos planos de garantia e assistência técnica. No caso de produtos piratas virtuais, a chance de contrair vírus e malwares é grande. Além disso, pirataria é crime e a punição determinada é de até 4 anos de cadeia e multa.

Os principais sites piratas

A título de curiosidade, um dos maiores sites de download pirata (megaupload.com) foi fechado pelo FBI em 2011, acusado de deter mais de US$ 500 milhões de danos em direitos autorais de filmes. Contudo, muitos outros sites ainda estão no ar como:

  • The Pirate Bay
  • Torrentz
  • KickAss Torrents

Os três sites citados acima trabalham por meio do compartilhamento. Algumas pessoas hospedam as cópias que possuem, e outras realizam o download por meio de um programa chamado uTorrent. Existem programas gratuitos, como o software Linux por exemplo, que pode ser compartilhado. Porém, a maioria dos arquivos presentes nestes sites detêm direitos autorais de outrem. E você, leitor? O que você acha sobre a pirataria? É a favor do compartilhamento a favor do conhecimento ou é a favor dos ganhos autorais pelos artistas? Dê a sua opinião nos comentários!

 

Imagens do banco de dados do freeimages.com

Links:

  • http://www.freeimages.com/photo/1389972