Twitter: Testes sugerem que endereços de IP são discriminados

Ao fazer testes com o programa TOR que permite disfarçar o número de IP e enganar as páginas visitadas, parecendo que são de outras localidades, descobriu-se que o Twitter fica mais rápido e sem erros.
Quando o IP é da Alemanha ou dos Estados Unidos, o twitter não dá erros ao publicar as postagens, mas se é do Brasil, República Tcheca ou Romênia, os mesmos erros se repetem para uma determinada conta do Twitter…
Isso é, no mínimo, discriminação de IPs!

Visite minha página: www.naotemnome.com